Resumo de Amor & Revolução

Confira o resumo da novela Amor e Revolução Foi divulgado o resumo dos próximos capítulos da novela Amor e Revolução 24 a 28 de Outubro de 2011. Confira abaixo os principais acontecimentos da novela Amor e Revolução essa semana no resumo do dia 24-10, 25-10, 26-10, 27-10, 28/10/2011. Aqui o resumo completo do dia 24 de outubro, 25 de outubro, 26 de outubro, 27 de outubro, 28 de outubro de 2011. Da semana de 24 de outubro a 28 de outubro de 2011.

Capítulo 145, segunda-feira, 24 de outubro – os guerrilheiros levam Heloisa para o “aparelho”. Heloisa conta a Batistelli que recebeu tratamento de eletrochoque. Fritz pergunta a Jeová se ele se queixou dele para Aranha. Os dois discutem e partem para a briga. Homero tenta apartar. Aranha chega, presencia a confusão e diz que não quer briga em sua delegacia. Batistelli planeja “expropriar” uma caminhão de alimentos para distribuir na favela. Batistelli pergunta a Violeta se ela não pensa em amor. Ele diz que alguém terá que abrir o coração dela. Os guerrilheiros conseguem interceptar o caminhão de alimentos. Padre Inácio diz ao Monsenhor que não quer deixar a paróquia. Marília chega à igreja com Jorginho e diz que ele está com muito febre. Monsenhor flagra Marília falando que Jorginho é filho de Inácio. Marília conta ao Monsenhor que padre Inácio dormiu com ela e não quer assumir o filho. Monsenhor diz que Jorginho é a cara de padre Inácio. Batistelli e guerrilheiros distribuem a comida na favela. A polícia chega. Policiais e guerrilheiros trocam tiros. Lúcia confirma a Maria que José viajou para o exterior. Os guerrilheiros planejam sair pelos fundos da favela. Dr. Ruy pergunta a Julia para onde Heloisa foi levada. Marina não admite que Marcela sinta ciúmes de Mário. Marina recebe telefonema anônimo faz ameaças de jogar bomba no jornal. Miriam convida Lobo Guerra para ver a estreia da peça, mas ele não aceita o convite. Edith atende telefonema anônimo no teatro. Ameaçam colocar bomba no teatro na estreia da peça. Filinto continua torturando José e diz para o irmão confessar que é simpatizante do Movimento Revolucionário. José continua sob o efeito do soro da verdade. Filinto afirma que José vai apodrecer na cadeia.

Capítulo 146, terça-feira, 25 de outubro – Jeová procura Duarte e conta que Fritz é um assassino em série de garotos de programa. Bete e Luís reatam o namoro. Marta flagra os dois aos beijos. Marina fala a Marcela que está farta das ameaças que o jornal recebe. Edith conta a Duarte que atendeu telefonema anônimo que ameaçava explodir uma bomba na estreia da peça. Duarte e Jeová começam a vasculhar o teatro à procura da bomba. O grupo de guerrilheiros está reunido no “aparelho”. Jandira diz que tem alguém denunciando as ações. Ela fala na possibilidade de ter alguém infiltrado no grupo. Thiago chama Lúcia de ingrata e brada que quer voltar para casa. Jeová tranquiliza Duarte e Mário ao dizer que o telefonema anônimo foi um trote do Dops, pois eles querem que a peça seja cancelada. Manipuladora, Miriam diz para João deixar a Maria pensando que José foi para o exterior, pois será melhor para todos. Dr. Ruy se sente culpado e fala a Julia que Heloisa deve odiá-lo. O médico assusta a enfermeira ao dizer que não existe mais um sentido para continuar vivendo. Violeta tenta convencer os guerrilheiros a planejarem uma ação para sequestrar Filinto. José conta a coronel Santos que Dr. Ruy lhe aplicou uma injeção. O militar afirma que não se lembra de nada. O coronel pensa na possibilidade de ter sido soro da verdade. José pede a ajuda de coronel Santos para fugir do quartel.

Capítulo 147, quarta-feira, 26 de outubro – Jandira fala a Batistelli que não aguenta mais a forma como ele olha Violeta. Os dois têm uma discussão. Jandira diz a Batistelli que os dois não se entendem mais. Batistelli concorda. José revela a coronel Santos que pensa em desertar do Exército e se juntar a Maria. Feliciana telefona para Lobo Guerra e o atormenta. Ela afirma que o general só terá paz quando morrer. Ana e Lúcia sentam uma ao lado da outra no teatro. Elas começam a conversar. Jandira afirma a Batistelli que os interesses que os dois tinham em comum mudaram. A guerrilheira diz que Batistelli parou no tempo. Batistelli fala a Maria que não tem mais paciência com a obsessão dela por José. Ao ver Marina e Marcela juntas, Thiago as provoca. Thiago acusa Marcela de ter feito a cabeça de Marina para mandá-lo embora do jornal. Thiago diz que Marcela é apaixonada por Marina. Couto conta a Aranha que Margarida está saindo com um advogado de presos políticos. O delegado pede para os policiais investigarem a vida do advogado. José confessa a coronel Santos que quer combater o regime que Lobo Guerra defende. Maria diz para Jandira que acredita na possibilidade de José ter sido preso pelo pai e pelo irmão. Desolada, a guerrilheira diz que está sofrendo por José há muito tempo.

Capítulo 148, quinta-feira, 27 de outubro – Beto Grande fica ansioso ao ver seu filho Miguel, que estava desaparecido, na plateia. Jandira enfrenta Batistelli ao dizer que é contra as “expropriações”. Telmo revela a Maria que José está preso no quartel. Maria fica radiante com a notícia. Estreia o novo espetáculo do grupo de teatro Vanguarda. Maria fala a Batistelli e Jandira que está cheia de esperanças, pois José está no Brasil. Batistelli conta a Maria e Jandira que tem planos para uma nova “expropriação”. O guerrilheiro pretende “expropriar” todas as armas do Hospital das Forças Armadas. Violeta diz a Nina e Telmo que ficou decepcionada com o fato de Batistelli não aprovar o sequestro de Filinto. Após o espetáculo, os atores são ovacionados pelo público. Ana parabeniza Miriam. Os convidados elogiam as atuações dos atores e a direção de Duarte. Beto e Miguel se reencontram. Pai e filho ficam extremamente emocionados. Os atores vão comemorar o sucesso da estreia na cantina de Beto. Ao ver Stela e Miguel conversando, João fica enciumado. João começa a seduzir Bete e a beija. Lobo Guerra manda Filinto soltar José. Filinto contesta o pai. O general manda Filinto observar os movimentos de José, pois ele será a isca para colocar Maria na cadeia. Os militares liberam José.

Capítulo 149, sexta-feira, 28 de outubro – Telmo conta a Maria que José vai ser liberado do quartel. Maria diz a Batistelli que precisa se comunicar com José. Batistelli afirma à guerrilheira que ela não pode colocar em risco a ação de “expropriação”. Coronel Santos aconselha José a manter distância do movimento guerrilheiro. Com sede de vingança, Violeta telefona para Filinto e o ameaça. Filinto afirma que ela é a própria Olivia. Ao sair do quartel, José recebe uma carta de um soldado. Ele reconhce a letra de Maria. Os guerrilheiros planejam a invasão do hospital. Marina está um pouco apreensiva, pois irá conhecer os pais de Marcela, que afirma que está disposta a assumir o romance entre a duas. Thiago leva flores para Lúcia. Ele afirma que parou de beber e quer a reconquistá-la. Lobo Guerra diz para Filinto colocar na cabeça de uma vez por todas que Violeta é a própria Olivia. Filinto está desconfiado de que alguém ajudou Olivia no hospital. Ele suspeita da enfermeira Julia. Marina fala a Marcela que não quer assumir o romance publicamente. José chega à mansão e reencontra Lobo Guerra. O general fala a José que ele não estava cumprindo com suas obrigações de militar. Lobo Guerra o acusa de ter ajudado a subversiva Maria e diz que ele pode ser expurgado do Exército. Na frente do pai, José conta a Ana que foi espancado e torturado por Filinto. Lobo Guerra fica furioso e expulsa José de casa.